Sua colaboração vai nos ajudar a fazer o mundo melhor através do desenvolvimento social, cultural e educacional.

Arraste para escolher o valor

Clique e digite outro valor

R$

Publicado em 27/07/2020

Projeto Ninho Musical continua com seus encontros semanais de maneira online



À esquerda Amanda, à direita no canto superior Alex e à direita no canto inferior Antonia

Desde o início das recomendações de Distanciamento Social, o Projeto Ninho Musical teve suas aulas presenciais suspensas, que acontecem às terças-feiras e sábados na Estação Cultural da Fundação Romi. Para não comprometer a metodologia o maestro Paulo Bellan, coordenador pedagógico, realiza semanalmente encontros virtuais, através de plataformas online, com os alunos regularmente matriculados.

Durante os encontros online, os alunos participam de aulas síncronas, que facilita a continuidade do projeto de forma digital. “Já usávamos ferramentas digitais no projeto como afinador de instrumento online. Agora, passamos por uma adaptação, por exemplo, os alunos têm desafios para fazer, e devem gravar vídeos com o celular para que eu possa ver como está a prática e desenvolvimento”, conta o coordenador pedagógico do Projeto Ninho Musical maestro Paulo Bellan. “Nos encontros semanais, através de videoconferência, consigo detectar os alunos que estão em dúvida, que tem mais facilidade, aqueles que estão com alguma dificuldade técnica, no manuseio ou na forma de tocar o instrumento. Tem sido um momento de muito aprendizado”, complementa Bellan.

A adaptação, que foi necessária devido à Pandemia do novo Coronavírus, mostrou que música e tecnologia são grandes aliadas. “Penso que música e tecnologia tem diálogo constante. Ambas avançaram, e uma auxilia a outra nesta evolução. A música está totalmente ligada a tecnologia, e a tecnologia aprimora a música e as possibilidades em poder executá-la. Mesmo passando tudo isso, ao meu ver, as ferramentas digitais foram inseridas no Projeto Ninho Musical e não sairão mais. Não vejo o projeto continuando, mesmo com os encontros presenciais, sem o apoio das ferramentas tecnológicas”, enfatiza o maestro Paulo Bellan.

E como estimular os participantes do projeto, para que continuem juntos, mesmo distantes fisicamente? O maestro Paulo Bellan compartilha algumas atividades práticas que ajudam na continuidade. “Gravamos, cada um em sua casa, um vídeo com a música 'Óde Alegria', de Beethoven. Tivemos muitas visualizações e foi uma maneira de incentivar os alunos, e também mostrar ao público o que temos produzindo. Estamos trabalhando na produção de uma outra música”, explica. “Cada instrumento tem um aluno 'piloto', que fica responsável em fazer a ponte entre os aspirantes a músicos e coordenação pedagógica. Estes alunos pilotos contribuem para que não se perca a metodologia do projeto 'o aluno que sabe mais auxilia o que sabe menos'. Analiso todo o material enviado, e retorno com observações e parabenizações. É uma nova maneira do Projeto Ninho Musical, diferente de tudo que aconteceu em seus dez anos”, complementa o maestro.

Realizado desde 2010 e tendo beneficiado mais de mil pessoas, das quais muitas seguiram a profissionalização musical, outras despertaram-se para a arte das apresentações, outras ainda se satisfizeram em seus núcleos comunitários como instrumentistas, o projeto Ninho Musical vem se consolidando como importante mecanismo de promoção social através da música. O projeto é um iniciativa da Fundação Romi, com o apoio cultural da Prefeitura Municipal de Santa Bárbara d’Oeste por meio da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo.

Sob a coordenação do maestro Paulo Bellan, nos encontros os alunos aprendem desde teoria musical até práticas de instrumentos, cuidados e afinação, leitura e interpretação de partituras e compreensão de regência. Gratuito, por meio de aulas teóricas e práticas, os alunos, quer tenham vivência ou sejam iniciantes, são inseridos no universo da música instrumental por meio de desafios, onde o aluno que sabe mais dá suporte ao que sabe menos, e a construção do conhecimento acontece de forma vivencial.

Receba nossas novidades

19 3499.1555

Av. João Ometo, 200, Jd. Panambi - Santa Bárbara d'Oeste, SP

Que tal uma visita?

© Fundação Romi - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por