Sua colaboração vai nos ajudar a fazer o mundo melhor através do desenvolvimento social, cultural e educacional.

Arraste para escolher o valor

Clique e digite outro valor

R$

Publicado em 20/07/2020

Uma das principais usinas do estado de São Paulo completa 106 anos em julho




No próximo dia 25 de julho a Usina Santa Bárbara completa 106 anos. Para lembrar essa data a equipe do Centro de Documentação Histórica – CEDOC da Fundação Romi preparou uma pesquisa na área temática do site e compartilha com o púbico essa história centenária.

A Usina Santa Bárbara foi uma das principais do Estado de São Paulo, situada a dois quilômetros do centro de Santa Bárbara d’Oeste. Possuía edificação industrial, administrativa, moradias para os patrões, diretoria, trabalhadores da lavoura e da fábrica. Também reunia uma infraestrutura social com escola, capela, igreja, armazém, cinema, farmácia, além de espaços para as atividades de lazer e esporte.

Segundo pesquisas, a história da antiga Usina Santa Bárbara tem início há mais de cem anos, quando em 1877, o Major João Frederico Rehder comprou a Fazenda São Pedro, destinando-a ao cultivo de cana-de-açúcar e, tempo depois, instalando o Engenho e a Fábrica de álcool. “Em 1913, com a constituição da Companhia de Estrada de Ferro e Agrícola Santa Bárbara iniciou-se a construção da usina e a Fazenda São Pedro passou por significativas modificações. Foram instaladas destilaria, setor industrial, linha férrea e, em 25 de julho de 1914, a Usina foi oficialmente inaugurada”, conta a coordenadora do CEDOC da Fundação Romi Sandra Edilene de Souza Barboza.

No decorrer dos anos a Usina Santa Bárbara foi propriedade da Família Alves de Almeida, do Grupo Ometto e do Grupo Cosan. Passou por uma série mudanças administrativas, reformas e ampliações da infraestrutura para dinamizar e intensificar a produção do açúcar e do álcool, permanecendo em funcionamento até 1995. “Em 2006, o município de Santa Bárbara d’Oeste recebeu mais de 700 mil metros-quadrados dessa área, onde constam imóveis de interesse histórico, como o parque industrial, a igreja, a escola, o armazém e o cinema, além das áreas de interesse ambiental compostas de matas e lagoas. Através do DECRETO Nº 3828 DE 11 DE ABRIL DE 2008, o local foi considerado patrimônio histórico do município e tombado como bem de interesse cultural, histórico, arquitetônico, ambiental”, finaliza Sandra.


Receba nossas novidades

19 3499.1555

Av. João Ometo, 200, Jd. Panambi - Santa Bárbara d'Oeste, SP

Que tal uma visita?

© Fundação Romi - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por