Sua colaboração vai nos ajudar a fazer o mundo melhor através do desenvolvimento social, cultural e educacional.

Arraste para escolher o valor

Clique e digite outro valor

R$

Publicado em 15/01/2021

Projeto do CEDOC da Fundação Romi visa a identificação de fotos que compõem o acervo com participação de internautas



Retratos Femininos. Acervo CEDOC da Fundação Romi.

O acervo fotográfico do Centro de Documentação Histórica - CEDOC da Fundação Romi é composto de fotografias e, dentre essas, existe mais de uma centena onde os fatos registrados, a data, o local e os fotografados não estão identificados. Para aprimorar as descrições do acervo, possibilitando o acesso as imagens nesse ano de 2021 será realizada o projeto Revelando Memórias On-line. No ano passado esse projeto teve início e foi interrompido por causa da pandemia. Dessa forma, o projeto será retomado, nesse momento em uma versão virtual, através da página do Facebook e perfil no Instagram do CEDOC da Fundação Romi.

No acervo do CEDOC da Fundação Romi há centenas de imagens registradas no estúdio do fotógrafo Augusto Strazdin, que de 1937 até 1986 manteve o seu ateliê fotográfico em Santa Bárbara d'Oeste. “No estúdio fotográfico de Augusto Strazdin havia cenário com fundo pintado e acessórios como: mesas, cadeiras, tapetes, cortinas, iluminação entre outros elementos cenográficos que eram dispostos conforme a ocasião. Nessa época, Strazdin produziu muitos retratos e muitos negativos referentes a esse trabalho encontram-se no CEDOC sem identificação”, conta coordenadora do CEDOC da Fundação Romi Sandra Edilene de Souza Barboza.

Para realizar esta identificação, semanalmente serão disponibilizados álbuns virtuais com temáticas como: retratos femininos, masculinos, infantis entre tantos outros que congelaram um instante da vida dessas pessoas retratadas. “Com essa atividade do CEDOC as 'fotos voltam a ter vida' uma vez que os internautas, podem ajudar identificando as imagens, e com isso saberemos o nome do retratados, e até o local e a data. Essas informações contribuem significativamente para as descrições do acervo fotográfico”, afirma Sandra. “Ajude-nos a identificar essas imagens comentando nas publicações ou entrando em contato com a equipe do CEDOC através do telefone 3499-1558 de segunda a sexta-feira, das 07h30 às 17 horas”, conclui.

O CEDOC da Fundação Romi desde 2005 disponibiliza gratuitamente uma base de dados, por meio de seu site, o qual permite acesso à história da cidade a qualquer hora, de qualquer lugar, desde que haja um dispositivo para acesso à internet, seja computador, tablet ou telefone celular. No acervo, formado por mais de 400.000 documentos já estão disponíveis para pesquisa gratuita no site cdoc.fundacaoromi.org.br aproximadamente 234.000 páginas de jornais, 3.517 documentos textuais, 41.683 fotografias, 21.058 recortes de jornais, 3.620 catálogos.

Receba nossas novidades

19 3499.1555

Av. João Ometo, 200, Jd. Panambi - Santa Bárbara d'Oeste, SP

Que tal uma visita?

© Fundação Romi - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por