Sua colaboração vai nos ajudar a fazer o mundo melhor através do desenvolvimento social, cultural e educacional.

Arraste para escolher o valor

Clique e digite outro valor

R$

Publicado em 14/08/2020




Avenida Santa Bárbara, 2018.

No dia 21 de agosto de 1987, foi inaugurada a avenida Santa Bárbara principal caminho de ligação da cidade com os bairros da Zona Leste e com o município de Americana. Para lembrar esse fato a equipe do CEDOC da Fundação Romi fez uma pesquisa e apresenta para os leitores essa história.

Hoje, conhecida como avenida Santa Bárbara nos anos de 1980, era chamada de “estrada Santa Bárbara-Americana” ou SP-304 (interna), uma rodovia com grande fluxo de veículos.

Foto publicada no Jornal D'Oeste, 30/05/1985

Acompanhando as notícias dos jornais que circulavam na cidade nessa época, o Jornal D’Oeste, 11 de setembro de 1986, traz como manchete “Governador libera duplicação da Santa Bárbara – Americana”. Na matéria é publicado o ofício nº 117/86 encaminhado pelo governador do Estado de São Paulo, André Franco ao prefeito José Maria de Araújo Júnior para a liberação de uma verba no valor de Cz$20.094.000,00 para a duplicação da estrada.



Segundo a edição do Jornal D’Oeste publicada em 11 de novembro de 1986, o recurso do governo do Estado seria a principio utilizado para a construção do viaduto da Fepasa, porém o prefeito municipal José Maria de Araújo Júnior, após ouvir a opinião de barbarenses decidiu que a duplicação da estrada Santa Bárbara – Americana (SP-304 interna, como era conhecida), era de maior urgência para o município, sendo assim, solicitou o repasse da verba junto ao governo do Estado de São Paulo para as obras de duplicação da estrada, por causa do grande fluxo de veículos, principalmente por estar próxima do Distrito Industrial I.

No dia 18 de agosto de 1987, aconteceu uma coletiva de imprensa no gabinete do prefeito municipal José Maria de Araújo Júnior, e na ocasião o chefe do executivo falou sobre a importância da obra da avenida Santa Bárbara para o município, a responsável pelo progresso daquela região, principalmente dos bairros da divisa com Americana. Além disso, para o prefeito a duplicação poderia atrair novas indústrias para o município. (Fonte: Jornal D’Oeste, 20/08/1987, p.1. Ed.3251)



Obras na Avenida Santa Bárbara, 1987.

As obras da avenida Santa Bárbara foram realizadas pela Construtora Lix da Cunha S.A. num período de 11 meses, com 4.700 metros de extensão, foram investidos 35 milhões, sendo 31 milhões vindos do governo estadual e 4 milhões da prefeitura municipal. Segundo declarações daquela época do secretário de obras e viação, Antônio Jarbas Fornazari Filho e do secretário de planejamento, João Batista Biajoni, cerca de 30 por cento dos gastos finais da duplicação da antiga estrada Santa Bárbara-Americana foram entre tubulações e passagens dos córregos Giovanetti, Geriva e Mollon, e mais 2 mil metros de canaletas. Os quase 5 quilometros da via somaram 82 mil metros de pavimentação asfáltica, projetada para ter em toda sua extensão 12 paradas de ônibus e ciclovia em ambos os lados. A iluminação contava com 165 postes e 291 braços longos para lâmpadas de vapor de mercúrio de 400 watts. Na época da inauguração, a ciclovia tinha uma dimensão de 1m20 de largura, contando também com duas rotatórias (uma retangular, na avenida da Indústria e a outra oval, na avenida Interdistrital).




No dia 21 de agosto de 1987, foi inaugurada às 20h, a avenida Santa Bárbara e a cerimônia aconteceu em frente a rotatória da avenida Interdistrital. Na inauguração estiveram presentes o prefeito José Maria de Araújo Júnior; vereadores; o secretário da Ciência e Tecnologia, Ralf Biasi representando o governador do Estado de São Paulo, Orestes Quercia; autoridades locais e regionais, convidados e no evento aconteceu a apresentação da dupla sertaneja Gilberto e Gilmar.




Avenida Santa Bárbara, agosto de 1987.


Descerramento da placa de inauguração, 21/08/1987.


Avenida Santa Bárbara, agosto de 1987.


Você também vai gostar de ler:





Receba nossas novidades

19 3499.1558

Av. João Ometo, 200, Jd. Panambi - Santa Bárbara d'Oeste, SP

Que tal uma visita?

© Fundação Romi - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por