Sua colaboração vai nos ajudar a fazer o mundo melhor através do desenvolvimento social, cultural e educacional.

Arraste para escolher o valor

Clique e digite outro valor

R$

Iniciativa para Orientação Vocacional e Profissional é implementada para os jovens do Núcleo de Educação Integrada.




Desde 2015, as Psicólogas Dra. Patrícia Romi Cervone e Dra. Maria Pia Romi Campos realizam o projeto “Convivências”, cuja pauta traz à tona medidas de conscientização acerca do respeito à diversidade e de combate ao bullying, junto aos alunos do Núcleo de Educação Integrada. Esse projeto envolve ações coletivas, grupos de discussão e atendimentos individualizados em prol da prevenção e redução do impacto negativa, inter e intrapessoal.

Somando experiência às Psicólogas Dra. Patrícia e Dra. Maria Pia, na última semana a Psicóloga e Orientadora Vocacional, Dra. Theresa Beatriz F. Santos, ingressou para mais uma iniciativa inovadora da escola: o projeto de orientação vocacional e profissional chamado “Construindo Caminhos”.

Segundo a Psicóloga Theresa, nos últimos 40 anos, o cenário econômico, político, social e tecnológico vem se modificando intensamente e exigindo de todos, pessoas e espaços profissionais, mudanças robustas e rápidas. “A denominada ’crise de paradigmas’, exige hoje (re)invenções nos processos de trabalho, deixando uma sensação de insegurança e instabilidade”, sinaliza. Essa nova relação passou a ser desenvolvida a partir do estudo das competências socioemocionais, na perspectiva de articular um indivíduo consciente e crítico do seu novo papel social e profissional. “No universo produtivo, a sociedade, os indivíduos, os ofícios, as profissões e os cargos em seus diferentes aspectos, tiveram que assumir modificações e embarcar no mundo da ’inovação’ e da ’solução de problemas’ marcada pela referência do que se denominou: trabalho por excelência”, conta.

“Hoje o mundo exige das pessoas compreensão deste novo cenário e de suas potencialidades, visão panorâmica da realidade, assim como, perspectiva para a aquisição de novos conhecimentos e para desenvolver, cotidianamente, novas competências”, acrescenta Ericka Vitta, Diretora do Núcleo de Educação Integrada. Para tanto, a mudança de configuração e status das atuais profissões e o conhecimento de novas alternativas se fazem presente. “Promover o desenvolvimento de competências que possibilitem aos estudantes inserir-se de forma ativa, crítica, criativa e responsável, em um mundo cada vez mais complexo e imprevisível, é o grande desafio a se analisar, tanto no campo pessoal – potencialidades, perspectivas, sonhos e desafios – quanto no campo profissional – novas demandas, tendências e práticas para um novo tempo”, pondera Theresa.

Através do trabalho o indivíduo constrói espaços sociais, desenvolve habilidades e garante a própria sobrevivência, para tanto, é importante a escolha de uma profissão. “Ser capaz de fazer uma escolha madura e consciente é decidir uma forma de ser e pertencer à sociedade ao longo de sua vida futura”, coloca. Posto isso, o projeto “Construindo Caminhos” é um processo de reflexão, que tem por objetivo, levar aos alunos do Ensino Médio a refletirem e analisarem todos os aspectos relacionados ao que eles são, e o que eles querem ser, ter e fazer em um projeto de vida futura. “É pensar na própria trajetória histórica e, a partir dela, desenhar sua identidade profissional”, afirma.

Para a Diretora do NEI, “o desenvolvimento de um processo de Orientação Vocacional e Profissional com os jovens, sobretudo do Ensino Médio, no sentido de levá-los a analisar e decidir sobre a escolha profissional é da maior importância, principalmente, porque contribui com o amadurecimento pessoal tão necessário para o enfrentamento de adversidades, com equilíbrio emocional e psicológico”.

As psicólogas, Dra. Patrícia, Dra. Maria Pia e Dra Theresa, contam que a abordagem clínica, aplicada à Orientação Vocacional e Profissional, será conduzida de forma psicopedagógica e educativa, para a busca da Identidade Profissional dos alunos. A intervenção psicológica (clínica) estimula e possibilita aos jovens o redimensionamento de suas escolhas, seus ideais, seus interesses e suas potencialidades, assim como, suas características pessoais e de personalidade, levando em conta o que possa vir a conhecer de si e do chamado “mundo do trabalho”.

Elas acrescentam que, ao longo do projeto “Construindo Caminhos”, há o Momento de Reflexão Pessoal, quando se tem a oportunidade de avaliar as diferentes relações pessoais, na família, com amigos, professores e demais grupos sociais. O Momento da Análise Profissional, quando tem-se a oportunidade de conhecer as profissões e o mercado de trabalho. E, por fim, o Momento da Síntese, quando se apresenta individualmente a composição do processo de cada aluno participante. Esta nova iniciativa do NEI, conta Ericka, “além de amenizar ansiedades e otimizar o processo de escolhas futuras, o projeto ’Construindo Caminhos’ traz também todas as informações sobre o acesso às universidades, alternativas de processos seletivos e perfis de cursos em diferentes instituições públicas e privadas. Cada aluno vivenciará uma experiência única”.

Receba nossas novidades

19 3499.1555

Av. João Ometo, 200, Jd. Panambi - Santa Bárbara d'Oeste, SP

Que tal uma visita?

© Fundação Romi - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por