Sua colaboração vai nos ajudar a fazer o mundo melhor através do desenvolvimento social, cultural e educacional.

Arraste para escolher o valor

Clique e digite outro valor

R$

Em constante aprendizagem e evolução, a Fundação Romi protagoniza mais uma grande mudança no cenário regional e lança o novo e renovado NEI.



Imagem ilustrativa

“Empenhamos, transformamos, empregamos, investimos, crescemos. Apesar do atual momento econômico brasileiro, após dois anos de uma das mais severas recessões da história, seguido da estagnação do último ano e da influência das próximas eleições na economia, estamos ampliando nossos investimentos em educação e cultura. O montante, superior às cifras empreendidas nos últimos 10 anos, visa [...] expandir o número de vagas escolares, ampliar os níveis de ensino ofertados – da Educação Infantil ao Ensino Médio – e reestruturar, fisicamente, o Núcleo de Educação Integrada. Aos 60 anos [completados em 29 de junho de 2017], reiteramos que estamos mais fortes que nunca”

Este trecho é um recorte da fala de Vainer Penatti, Superintendente da Fundação Romi, na publicação da última edição do Balanço Social e Relatório de Sustentabilidade da instituição. Além de encerrar o ano de 2017 com números extraordinários e aclarar os investimentos da Fundação Romi em suas demais áreas de atuação – Estação Cultural e Centro de Documentação Histórica – ele, principalmente, dá inicio a um novo ciclo da Fundação Romi: o lançamento de sua nova e renovada escola, o Núcleo de Educação Integrada.

Vainer Penatti acrescenta que “às vésperas de seus 61 anos, a Fundação Romi reitera seu compromisso com a inovação constante na educação, acreditando sempre em uma educação transformadora”. Posto isso, é chegado o momento do Núcleo de Educação Integrada, instituído em 1993, mudar. Com a expertise de mais de 20 anos na educação básica, voltada para alunos da rede pública, no contraturno da escola regular, o Núcleo de Educação Integrada passou, em 2014, a ser uma escola regular de Ensino Fundamental II em período integral. Abarcando pouco mais de 200 alunos por ano, a escola de metodologia própria, na vanguarda da educação nacional, desprovida de salas de aula tradicionais, materiais engessados e apostilas, expos para Santa Bárbara d’Oeste uma nova forma de pensar e fazer educação. Frente ao sucesso dos seus “novos” e recém-feitos cinco anos de idade, fez-se a oportunidade de uma nova mudança: desta vez evolutiva e exponencial.

Segundo o Superintendente da Fundação Romi, “não é de hoje que se discute o papel passivo dos estudantes no ensino, baseado em aulas expositivas, lousas, salas fechadas, memorização e repetição de exercícios. O novo aluno, este do século XXI, quer usar seu conhecimento, aplicá-lo e criar relações sobre o que estudou com o contexto no qual está inserido. Este é o papel da educação do futuro. Este é o modelo cunhado pela nossa instituição e, por isso, estamos expandindo nosso atendimento, abrigando desde a Educação Infantil até o Ensino Médio em uma reformulada estrutura”.

Ericka Vitta, Diretora do Núcleo de Educação Integrada, complementa, “vivemos numa sociedade líquida, haja vista os estudos de Bauman, incerta que clama por profissionais capazes de resolver problemas, que possuam competências socioemocionais e sejam sensíveis aos dilemas mundiais. Nossas crianças, adolescentes e jovens estão em formação plena e, a escola, precisa estar atenta a essas necessidades. É exatamente isso que faremos no Núcleo de Educação Integrada”.

R$2milhões de investimentos em uma nova e renovada escola


Imagem ilustrativa

A transformação evolutiva do Núcleo de Educação Integrada perpassa tanto a formação dos docentes, atuais e novos contratados, até a reestruturação das edificações. Serão dois prédios de 4mil m2 alocados em 50mil m2, formando um complexo educacional que envolve mais de 30 salas ambiente, laboratórios e ateliês, espaços de convivência, além um ginásio poliesportivo com capacidade para 300 lugares, um campo de futebol com medidas semioficiais e uma quadra de vôlei de areia. Respeitando cada fase educacional e idade dos alunos, uma das edificações vai abrigar as crianças da Educação Infantil e do Ensino Fundamental I e, em outro bloco, estarão os adolescentes e jovens do Ensino Fundamental II e Ensino Médio.

Haja vista que o sistema de ensino do Núcleo de Educação Integrada atua através de desafios transversais e vivências laboratoriais, fazendo do aluno agente ativo de sua formação, toda a estrutura pedagógica vem se aprimorando por meio das metodologias ativas, baseada na resolução de problemas, no design thinking, no ensino híbrido e aula investida, cuja essência está na valorização do lúdico, no desenvolvimento da autonomia e no estímulo às competências socioemocionais salvaguardando cada idade e fase da aprendizagem. “Ou seja, desde a criança a completar três anos em julho até o jovem vestibulando, todos serão imersos nessa proposta pedagógica que atende às exigências curriculares previstas pelo Ministério da Educação mas se amplia à medida que as Áreas do Conhecimento se integram e resignificam o saber”, pontua Ericka Vitta. “Nossa metodologia aliada às novas Tecnologias Digitais, favorece e amplia o acesso ao conhecimento que, definitivamente, não se restringe tão somente ao interior da escola, transcendem o local e se abre para um mundo, assim crianças, adolescentes e jovens são instigados a pesquisarem e a resolverem problemas globais, esferas necessárias aos desafios contemporâneos”, complementa.

Desta feita, a limitação da proposta da escola tradicional, contrapondo-se às inovações crescentes e à mudança comportamental das novas gerações, impulsionou a comunidade científica a pesquisar alternativas de novos processos de ensino-aprendizagem, capazes de formar futuros profissionais com visão holística, cosmopolitas, integrando a ciência com a prática, através do aprendizado ativo e baseado em competências. Assim, as mudanças desta nova e renovada escola da Fundação Romi incidem também sobre os educadores.

Inspirações pedagógicas como Piaget, Lev Vygotsky, Edgar Morin, Pierre Levy, Benjamin Bloom, Howard Gardner, Paulo Freire e os próprios estudos da Diretora da escola, integram o elenco de pesquisadores e pensadores que estão aprimorando aquilo que o Núcleo de Educação Integrada já vem fazendo há 25 anos e, agora, revolucionando nesta nova etapa de sua existência. Com foco na interação e construção colaborativa de conteúdo e sua contínua evolução, os educadores do Núcleo de Educação também estão se especializando. Esse novo momento exige dos educadores atualização permanente e continua para que absorvam e comunguem das últimas tendências da Educação Contemporânea, isso tudo para que em 2019 estejam todos afinadíssimos para receberem os novos alunos e potencializarem os que aqui já estão.

Todo esse arcabouço compreende um investimento que supera os R$2milhões, empregados tanto em recursos humanos quanto em infraestrutura. Este montante destina-se as 700 vagas que serão abertas. Tais vagas estão distribuídas desde a Educação Infantil, com não mais que 15 alunos por turma, até o Ensino Médio, com até 35 alunos por turma. Uma vez que o Núcleo de Educação Integrada é mantido por uma instituição filantrópica, a Fundação Romi, vinte por cento das vagas serão destinadas ao Programa de Bolsas Integrais do Núcleo de Educação Integrada, voltado exclusivamente às famílias cujo perfil socioeconômico enquadra-se na classificação “Baixa Renda”, estabelecida pelo Ministério da Educação do Governo Federal.

Pré-matrícula


Imagem ilustrativa

Os interessados em reservarem suas vagas e obterem mais informações acerca do Núcleo de Educação Integrada, devem acessar o site da escola através do link www.educacaoquetransforma.org.br, preencherem o formulário e agendarem suas visitas. Cabe ressalta que mesmo antes de iniciar a campanha de pré-matrícula – reserva de vagas – o Núcleo de Educação Integrada já conta com uma lista de espera que absorve, aproximadamente, 10% de suas vagas existentes. O Núcleo de Educação Integrada fica à Av. Monte Castelo, 1095, Jd. Primavera, em Santa Bárbara d’Oeste, SP. Mais informações em (19) 3499-1555. www.fundacaoromi.org.br/nei.

Receba nossas novidades

19 3499.1555

Av. João Ometo, 200, Jd. Panambi - Santa Bárbara d'Oeste, SP

Que tal uma visita?

© Fundação Romi - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por