Sua colaboração vai nos ajudar a fazer o mundo melhor através do desenvolvimento social, cultural e educacional.

Arraste para escolher o valor

Clique e digite outro valor

R$

Os participantes do projeto Capoeira Socioeducativa promovem, com muita ginga, a “1ª Roda de Capoeira de 2019”, neste domingo, 17, a partir das 10h.




Desde 2013 a Estação Cultural da Fundação Romi recebe a Roda de Capoeira coordenada pela Associação de Capoeira Motta & Cultura Afro. A parceria ampliou e, desde 2014, o espaço plural e multicultural passou a oferecer oficinas de capoeira, através do Projeto Capoeira Socioeducativa. Como resultado do que é aprendido durante os encontros, o Armazém da Estação recebe, dia 17 de março, domingo, às 10 horas, a primeira Roda de Capoeira de 2019. Ela será temática, em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, celebrado em 08 de março.

Os participantes irão mostrar ao público movimentos e organizações típicos da Capoeira, com ginga e musicalidade, além de homenagearem as mulheres. O evento é aberto ao público e, quem quiser, poderá participar e jogar Capoeira. “Todos estão convidados para participar. A Roda de Capoeira é um lugar onde o conhecimento e as habilidades são aprendidas por observação e imitação. Também há respeito mútuo entre comunidades, grupos e indivíduos. A Capoeira promove a integração social e preserva a memória histórica”, comenta o Contramestre Motta, oficineiro responsável pelo projeto.

A Capoeira é uma expressão cultural que mistura cultura e arte, todavia distingue-se da maioria das outras artes por sua musicalidade. Assim, os praticantes aprendem não apenas o gingado, a luta e o jogo, mas também a tocar os instrumentos típicos e a cantar cantigas impregnadas de história oral. “Queremos despertar o interesse da população para elementos ricos do nosso país, além de preservar e manter viva essa parte da nossa história”, afirma a Assistente Cultural, Thiane Mendieta.

Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade – A UNESCO reconhece a Roda de Capoeira como Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade. Segundo a instituição, a Roda de Capoeira é uma manifestação cultural afro-brasileira – simultaneamente, uma luta e uma dança –, que pode ser interpretada como uma tradição, um esporte e até mesmo uma arte. Os capoeiristas formam um círculo, uma roda e, ao centro, dois deles “jogam” a capoeira, cujos movimentos requerem grande destreza corporal. Os outros jogadores, em volta do círculo, cantam, batem palmas e tocam instrumentos de percussão. As rodas de capoeira são formadas por grupos de pessoas de todos os gêneros, e contam com um mestre, um contramestre e discípulos.

Capoeira Socioeducativa – O projeto Capoeira Socioeducativa é uma iniciativa da Estação Cultural da Fundação Romi voltado à valorização desse misto de arte e esporte. Além dos gingados, a roda de capoeira, com seu ritmo, canto, dança e música proporciona, ao público participante, apresentações de maracatu, afoxé e samba de roda. Nas oficinas o aluno tem acesso aos fundamentos da arte, sua história e seus instrumentos. Não há limite de idade. Rematrículas e novas inscrições devem ser realizadas presencialmente na Administração da Estação Cultural. Os encontros acontecem aos sábados das 11h às 13h.

Mais informações acerca da programação da Estação Cultural da Fundação Romi, oficinas, eventos e inscrições podem ser obtidas através do site www.fundacaoromi.org.br/estacaocultural ou pelos telefones (19) 3455-4830 e 3455-4833. A Estação Cultural da Fundação Romi fica à Av. Tiradentes, 02, Centro, Santa Bárbara d'Oeste.

Receba nossas novidades

19 3455.4830

Av. Tiradentes, 2 - Centro - Santa Bárbara d'Oeste - SP

Que tal uma visita?

© Fundação Romi - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por