Sua colaboração vai nos ajudar a fazer o mundo melhor através do desenvolvimento social, cultural e educacional.

Arraste para escolher o valor

Clique e digite outro valor

R$

Margarida da Graça Martins Fundadora de Santa Bárbara d'Oeste


Margarida da Graça Martins Fundadora de Santa Bárbara d'Oeste

Margarida da Graça Martins nasceu em 27 de novembro de 1782. Era filha única de Manoel José da Graça e Anna Maria Cardosa. Conforme pesquisas de Antônio Bruno de Oliveira, casou-se aos 13 anos com José Paschoal de Lima, que tinha aproximadamente 37 anos e era proprietário de uma loja de tecidos em São Paulo, com o qual não teve filhos. Três anos após o casamento seu marido faleceu e Margarida voltou a residir com os pais.

Por volta de 1808, Margarida, então com 26 anos, casa-se novamente com o Sargento-Mor Francisco de Paula Martins, que tinha 27 anos de idade. Com o segundo esposo Dona Margarida teve 5 filhos: Ângela, Manoel, Ana Margarida, Maria e Belchior. A morte do pai em 1810 e do esposo em 1815 transformou Margarida em herdeira de propriedades e de escravos, tendo de comandar os negócios da família.

Conforme dados históricos, por volta de 1817, acompanhada dos filhos, parentes, escravos e agregados, vem para tomar posse de sua "sesmaria" montando um engenho de cana de açúcar e dando início ao povoado. A fundadora de Santa Bárbara faleceu em 13 de julho de 1864, com 81 anos, e foi enterrada no Cemitério da Consolação em São Paulo. No dia 4 de dezembro de 1967, seus restos mortais foram transferidos para a Praça Cel. Luís Alves , em Santa Bárbara d'Oeste.

Artigo baseado no texto de Antônio Bruno de Oliveira, publicado no Jornal d'Oeste em 15/06/1969.
Veja no banco de dados as páginas do jornal utilizadas como referência para esse artigo: pág. 04 e 05.

Receba nossas novidades

19 3499.1558

Av. João Ometo, 200, Jd. Panambi - Santa Bárbara d'Oeste, SP

Que tal uma visita?

© Fundação Romi - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por