Sua colaboração vai nos ajudar a fazer o mundo melhor através do desenvolvimento social, cultural e educacional.

Arraste para escolher o valor

Clique e digite outro valor

R$


Fundamentados na concepção construtivista e orientados por princípios didático-pedagógicos já provados como experiências similares na região da Emilia Romana, Itália; na proposta do Centro de Estudos Casa Redonda, de Carapicuíba; e no êxito de seu próprio programa do Núcleo de Educação Integrada, a Fundação Romi lançava, em 17 de maio de 2010, o CEDIN , Centro de Vivências do Desenvolvimento Infantil . O projeto é uma iniciativa da Fundação Romi em parceria com a Prefeitura de Santa Bárbara d´Oeste, para ampliar as modalidades de atendimento à Educação Infantil no município.

O CEDIN tem por objetivo oferecer aos pequenos, oportunidades para aprender a conviver, pensar, descobrir e fazer, por meio de vivências pedagógicas, que incentivam a independência, a manifestação dos sentimentos, a liberdade de criação, o contato com o outro, o aprendizado das escolhas e, por isso, tem criado crianças protagonistas, investigadoras, capazes de descobrir os significados das novas relações e de perceber os poderes de seus pensamentos por meio da síntese de todas as linguagens: expressivas, comunicativas e cognitivas.

Nossa proposta apoia-se numa concepção de criança como ser de direitos, assumindo papel ativo em seu processo de desenvolvimento e aprendizagem e na valorização da cultura da infância, do brincar como eixo para promover o desenvolvimento integral da criança.
Como realizamos isso?

A organização pedagógica do CEDIN considera três elementos essenciais que condicionam e estruturam a organização do trabalho educativo realizado com as crianças: o espaço pedagógico, o tempo pedagógico e as interações e relações pedagógicas.

No projeto, há um cuidado em registrar e documentar todo o trabalho e eventos que acontecem por meio da escrita, de fotos e de filmagens. Essa documentação é, posteriormente, compartilhada com as crianças, com os pais, com os outros membros da Fundação Romi, com a comunidade.

Objetivos Específicos
A Educação Infantil destina-se aos alunos da faixa etária de 3 a 6 anos, visando aos seguintes objetivos específicos:

· Criar um ambiente favorável ao desenvolvimento físico e mental e ao ajustamento social e afetivo;
· Proporcionar o desenvolvimento das habilidades específicas para o ensino dos níveis subseqüentes;
· Propiciar a aquisição de comportamentos básicos requeridos para a eficiência da aprendizagem exigida pelo Ensino Fundamental;
· Propiciar a aquisição de hábitos e atitudes favoráveis ao trabalho em grupo e freqüência regular na Escola;
· Propiciar o desenvolvimento da responsabilidade pessoal, da compreensão dos direitos e deveres com
parceiros da mesma idade e adultos;
· Propiciar o desenvolvimento da conduta independente através do desenvolvimento da autoconfiança e da
iniciativa;
· Propiciar o desenvolvimento da criatividade, especialmente como elemento de autoexpressão;
· Dar atenção a possíveis dificuldades da linguagem, coordenação viso-motora, auditiva, espacial e temporal.

Estratégia de Ensino/Aprendizagem

O trabalho no CEDIN centra-se no desenvolvimento de projetos, trabalho em grupo, desafios e registro das atividades:
Trabalho com projetos - os projetos didáticos serão escolhidos de acordo com o interesse das crianças. Observar, anotar, discutir e avaliar os interesses detectados são ações que devem ser discutidas pelos educadores. É necessário trabalhar esses interesses para que eles rompam as barreiras das condições sócio-culturais das crianças, ampliando seus horizontes.
Trabalho em grupo - trabalhando com pequenos grupos de alunos, o educador pode acompanhar o ritmo de cada um, interferindo quando necessário, fazendo perguntas que propiciem situações problemáticas, levando a criança a refletir sobre o que lhe foi proposto, apresentando hipóteses de escrita que ajudarão a classificá-la para as próximas tarefas. Por outro lado, o saber que um grupo constrói junto é superior ao individual, em volume e importância, e leva o aprendizado mais longe. Há melhores condições de avançar quando se enfoca desse modo o processo de conhecimento.

Desafios - Para Hilgard (1973) "a aprendizagem é o processo pelo qual uma atividade tem origem ou é modificada pela reação a uma situação encontrada, desde que as características de mudança não possam ser explicadas por tendências inatas de respostas, maturação ou estados temporários do organismo".
Dessa maneira, a reação de uma criança de qualquer idade, diante de uma determinada situação, será uma resposta positiva ao início do processo de aprendizagem. Cabe ao educador iniciar suas atividades propondo uma situação problemática, levando a criança a refletir sobre o problema, discutir com os companheiros de grupo e apresentar hipóteses para a sua solução.
Registro de observação nas atividades - No CEDIN, valorizamos o trabalho com projetos, os desafios para as crianças, as pesquisas contínuas; no entanto, a maior importância está no processo e não apenas no resultado. O professor deve estar atento a tudo o que as crianças fazem, registrando tudo o que observam, seja por escrito ou por vídeo e essas experiências devem ser socializadas para o grupo, durante as reuniões de formação. Paralelamente, os professores devem estimular as crianças para que façam o registro de algumas atividades.
Local: Espaço próprio da Fundação Romi de 3.000 m2, com 1.100 m2 de área construída que será adaptada conforme legislação da Secretaria Municipal de Educação Infantil.
Atividades com as crianças: Respeitando a faixa etária da criança, a proposta do Centro é a de criar ambientes adequados e situações de desafio para cada fase do desenvolvimento da criança de 3 a 5 anos: Cada dia a criança é convidada a realizar diferentes tarefas e brincadeiras que lhe propiciam maior firmeza e confiança. O que será valorizado é a qualidade da interação que a criança tem com as pessoas e o meio ambiente nos níveis emocional, afetivo, cognitivo e motor. É visando a essa qualidade de interação que para ela serão pensadas e desenvolvidas suas atividades diárias.

Metodologia Pedagógica: o modelo pedagógico escolhido é a ludopedagogia, com base no simbolismo infantil, do aprender através da brincadeira e da criação.
Segundo os Referenciais da Educação Infantil, devem ser trabalhados os seguintes eixos com as crianças: Movimento, Música, Artes Visuais, Linguagem Oral e Escrita, Natureza e Sociedade e Matemática.

A ênfase da educação infantil é ESTIMULAR as diferentes áreas de desenvolvimento da criança, aguçar sua curiosidade, sendo que, para isso, é imprescindível que a criança esteja feliz no espaço escolar.

As atividades de aprendizagem são desenvolvidas no CEDIN, tanto no espaço interno, como no externo. Os alunos dividem-se em 4 grandes grupos de, mais ou menos, 20 crianças, em cada um dos períodos. Cada grupo conta com 3 educadores. Após as atividades iniciais, que são desenvolvidas em rodas, a criança, de acordo com sua vontade, deve passar, no mínimo, por 2 ateliês internos. Esses ateliês são de livre escolha das crianças havendo uma estratégia para que, cada ateliê, tenha, no máximo, 6 crianças - em cada um deles, existe um quadro com 6 espaços para o crachá. Quando completar a lotação do ateliê, a criança deverá escolher outro.

O espaço interno conta com vários ateliês que desenvolvem atividades de acordo com os eixos de trabalho constante dos Referenciais para Educação Infantil.

Após essa série de atividades, as crianças vão para o espaço externo que conta com 5 ateliês e um amplo espaço para brincadeiras. Nesse espaço, acontecem as brincadeiras, as contações de história, o faz-de-conta, além dos ateliês que estimulam as artes, o corpo em movimento, a comunicação, as experiências e contato com a natureza.
DIAS ATUAIS
Desde 2010, o Centro de Vivências Do Desenvolvimento Infantil funcionava como um projeto de educação completar ao ensino infantil regular oferecido pela rede municipal de Santa Bárbara d'Oeste. Em apenas três anos de funcionamento, e como programa em contraturno, o CEDIN já ganhou o reconhecimento da comunidade e da Secretaria de Educação e em 2014 transformou-se em escola regular, em tempo integral, mantendo e ampliando a parceria com o município. O CEDIN passou a atender crianças de quatro e cinco anos, correspondentes ao Jardim I e II, a partir de fevereiro de 2014. Atualmente atende a 120 crianças, oriundas do bairro Zumbi dos Palmares, Santa Bárbara d'Oeste, região escolhida pela Secretaria de Educação conforme a parceria firmada com a Fundação Romi. Além da escolha dos alunos, a Prefeitura cede parte da equipe pedagógica "" educadores e estagiários, o transporte e a alimentação das crianças.
Estrutura

O centro possui 2 blocos internos e 1 local externo para atividades ao ar livre.

BLOCO 1
· Recepção e Administração
· Sala para atendimento a pais, substitutos dos pais.
· Espaço para palestra ou reuniões de grupo
· Espaço para a Informática com as crianças (Linguagem Logo)
· Espaço para exposições de trabalhos
· Sala dos professores
· Sanitários masculinos e femininos.

ESPAÇO CENTRAL QUE SEPARA OS DOIS BLOCOS
Do lado direito, preparação de alimentos/refeitório.
Do lado esquerdo, espaço pedagógico para rodas e serviços de apoio.

BLOCO 2 - Vivências pedagógicas: professores e alunos.
· 5 salas ambientes para desenvolvimento de atividades lúdicas
· 1 amplo salão para brincar e apresentar-se internamente
· 1 laboratório de Ciências (para os grupos)
· 1 sala para vídeo
· 2 sanitários tematizados "" masculino e feminino
· 1 sanitário para cadeirantes
· 2 vestiários para as crianças
ESPAÇO EXTERNO
· 5 quiosques para atividades ludo-pedagógicas
· 1 espaço com mata original, adaptado para contação de histórias e educação ambiental

Receba nossas novidades

19 3499.1555

Av. João Ometo, 200, Jd. Panambi - Santa Bárbara d'Oeste, SP

Que tal uma visita?

© Fundação Romi - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por