NOTÍCIAS
COMPARTILHE:

COORDENADORES E EDUCADORES JÁ PODEM SE INSCREVER NAS OFICINAS 2017 DO CEDOC

O Centro de Documentação Histórica da Fundação Romi abre inscrições para as Oficinas de Educação Patrimonial 2017.


O CEDOC da Fundação Romi abre inscrições para que coordenadores escolares e educadores inscrevam suas escolas e turmas nas oficinas de Educação Patrimonial. As agendas são para as atividades do 1º semestre de 2017 e podem ser realizadas través do telefone da instituição, 19.3499.1555.  

O Centro de Documentação Histórica da Fundação Romi é um espaço vivo de preservação da cultura, memória e identidade de Santa Bárbara d'Oeste e região, que além de resgatar todo o passado histórico do município, atua na guarda, conservação e disponibilização desse conteúdo para toda comunidade. O CEDOC preserva registros que datam desde o fim de 1850 até os dias atuais.

As oficinas culturais de Educação Patrimonial são gratuitas, viabilizadas através do convênio firmado com o Fundo Nacional de Cultura do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), e voltadas para crianças e jovens do Ensino Fundamental e Instituições Assistenciais. A proposta é propiciar às escolas e instituições assistenciais um espaço de integração pedagógica, através da exploração da história e experimentação de novos temas através da Educação Patrimonial. O espaço expositivo pontua fases da história barbarense, partindo desde os povos primitivos, passando pela fundadora da cidade, pela cana de açúcar, pelos impactos das imigrações norte-americana e italiana até o desenvolvimento da indústria têxtil e metalomecânica, o primeiro trator nacional, o primeiro automóvel e pela cidade antiga. 

“Enquanto espaço educacional, o CEDOC promove, com a Educação Patrimonial, momentos de interação entre os estudantes, os professores e as fontes de aprendizagens que estão sob sua guarda. Cheio de interatividade, proporciona ações estimulantes que vão desde tintas e pinceis, quebra cabeças, estênceis, moldes e trilhas, até jogos online e passatempos, jogo da caça ao tesouro e oficinas de artes plásticas. Tudo isso voltado à preservação da memória de Santa Bárbara d´Oeste” afirma Sandra E. Souza, Coordenadora do Centro de Documentação Histórica da Fundação Romi.

Assim compreendido, o CEDOC extrapola os muros das escolas, firmando-se como um lugar alternativo à aprendizagem, disponibilizando informações sobre seus acervos, fomentando pesquisas e o contato com outros universos culturais; é desta forma que a instituição dedica-se ao passado, desempenhando papel fundamental no reconhecimento e na construção da identidade municipal.